Vida Acadêmica

Entenda tudo sobre revista científica de um jeito descomplicado

Escrito por: Estéfane Padilha

Você já deve saber da importância de atividades extra classe na sua vida acadêmica, não apenas pelas horas no histórico, mas também para seguir em estudos de pós-graduação, mestrado e doutorado. Entre alguns desses projetos, estão a participação em grupos de iniciação científica, a organização de eventos e a produção de artigos. E aí pode surgir uma dúvida sobre a publicação em uma revista científica. Mas não se preocupe, pois estamos aqui para ajudar!

Apresentar suas ideias em um congresso é muito bom, mas ver sua descoberta sendo veiculada em um periódico te dará uma bagagem maior, além de ajudar mais amplamente a comunidade científica, afinal, a quantidade de assinantes deve ter maior alcance que os convidados que estarão presentes em apenas uma apresentação. Então, vamos saber mais sobre as publicações?

Aqui abaixo você irá conferir os seguintes temas:

Entenda a revista científica

Estas publicações periódicas são dedicadas exclusivamente às investigações desenvolvidas em prol da ciência. Hoje em dia, algumas são completamente online, o que pode facilitar na inscrição para editoras internacionais, já que você não precisará enviar o material via Correios, o que poderia demorar ou mesmo não ter garantia de entrega ao destino no prazo correto.

E onde ela entra na vida acadêmica do estudante?

Para ter destaque em um periódico, é preciso, claro, transformar os estudos em cima de um tema em artigos. Depois de alguns semestres de investigações e análises, você só tem a ganhar com a divulgação do seu conhecimento. E os demais cientistas também. Ninguém faz uma pesquisa detalhada para mantê-la em segredo, não é mesmo? Então ainda bem que as revistas estão aqui! Em resumo, elas são suas aliadas.

O processo de candidatura

Seu trabalho será avaliado em alguns aspectos. E para se certificar que você estará dentro dos padrões e garantirá a veiculação do seu texto, é preciso atenção. Lembre-se que o principal já foi feito: uma nova descoberta. Então, tenha calma, confiança e agora é só conferir as três questões abaixo:

  • Tenha um título atrativo e um conteúdo objetivo – não há necessidade de escrever muito e, sim, conter ideias claras e diretas;
  • Conte com um professor para revisar o material antes da banca avaliadora;
  • submeta o artigo, lembrando que diferentes editoras podem ter regras específicas em pequenos aspectos, como no uso da ABNT!

Sites para encontrar as melhores revistas científicas

Os alunos que estão começando e ainda não possuem muitas referências podem e devem contar com o auxílio dos veteranos e dos orientadores para se informar. Mas também é importante ser autônomo e ir atrás de referências por conta própria. E nós podemos te dar um empurrãozinho!

Se você fizer uma busca criteriosa, consegue encontrar periódicos confiáveis na internet, o Google Scholar é um exemplo! Em nível internacional, uma boa fonte é o site da SciELO, a Scientific Electronic Library Online. Por lá, também é possível pesquisar por artigos isolados, bem como autores e até estatísticas. E apesar do nome em inglês, esta biblioteca faz parte de um projeto brasileiro! Mas nem é novidade que a produção acadêmica nacional é de alto nível, não é mesmo?!

Outro local onde garantimos que sua investigação colherá bons frutos é no site da CAPES que, só para se ter ideia, tem um acervo com textos em mais de 45 mil periódicos no Brasil e em outros países! Ainda bem que com os filtros por temas, autores e títulos, é possível direcionar a sua busca e garantir algo certeiro, que se adeque ao seu trabalho.

A melhor opção de revista científica

Com uma variedade tão grande de revista científica, alguns aspectos devem ficar claros na hora de escolher: qual a temática comumente abordada? Ela combina com o seu projeto? Algumas, por exemplo, abrangem áreas diversas, enquanto outras são mais restritas e específicas. Saiba o que você quer.

Além disso, a tradição é importante. Se informe com colegas e professores sobre o que eles acham das opções que você tem em mente, quais são as preferidas. E, claro, acompanhe as edições anteriores para ter uma ideia se há uma aceitação do público, por exemplo, e também descobrir um pouco sobre a linguagem que deve ser adotava, mais culta ou talvez com alguma liberdade.

Outro fato a ser observado é se a revista é paga. Se sim, ter uma bolsa em um programa de iniciação científica pode te ajudar e a universidade pode custear o que for necessário não só para a fase de pesquisa, mas também depois, quando o artigo estiver pronto para ser publicado.

Também fique atento aos critérios quanto aos autores aceitos. Algumas não aceitam projetos de pesquisadores que ainda estão na faculdade, mesmo com coautoria de professores formados. Então, melhor não perder tempo e ir direto em busca das que te darão mais chances!

Por fim, há uma métrica que classifica a qualidade de uma revista científica. A medida é conhecida como fator de impacto, que consiste na relação entre quantas citações o periódico teve em um período de dois anos, dividido pela quantidade de artigos publicados.

Exemplificando em números: se uma revista possui 10 textos e cada um foi lembrado uma vez em algum trabalho acadêmico, por exemplo, o fator de impacto será apenas um. Quanto mais as referências se espalharem, melhores serão os resultados dos cálculos e, assim, mais bem vista será a reputação.

Lembre-se que esse é só um dos aspectos a serem levados em consideração. Muitos cientistas priorizam demais essa classificação numérica, mas nem sempre a mais bem ranqueada será a que mais destaque dará ao seu trabalho, por isso é preciso avaliar um conjunto geral e ver o que é melhor para você.

É isso! esperamos que tenha chegado até aqui com suas dúvidas esclarecidas e com mais estímulo para publicar o resultado de um estudo. E se as conclusões ainda não estão finalizadas, talvez o nosso material aqui embaixo te ajude a colocar tudo no papel da melhor forma possível. Pode baixar, tudo de forma gratuita!

Quer saber tudo para escrever trabalhos científicos?

Neste e-book mostramos os principais aspectos que devem ser levados em consideração na produção de um artigo científico!

Baixe aqui
Estéfane Padilha

Estéfane Padilha

Jornalista e colaboradora do Doity Team. Mora em Colônia, na Alemanha, onde estuda, trabalha e é voluntária no FC Köln, clube de futebol da cidade

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos