Marketing e Vendas

4 dicas sobre o uso das regras da ABNT nas pesquisas acadêmicas

Escrito por: DoityTeam

Que atire o primeiro lápis o universitário que nunca teve dúvidas para formatar um trabalho de acordo com as regras técnicas. E então, alguém? Difícil!

Isso porque, salvo alguns raríssimos casos de escolas que ensinam seus alunos (ainda no ensino médio) sobre as diretrizes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), muitos calouros da graduação chegam sem saber absolutamente nada sobre as regras da ABNT.

Por isso, preparamos este artigo com dicas importantes que podem fazer a diferença nos seus trabalhos acadêmicos. Quer entender um pouco mais sobre o tema? Então, continue a leitura!

Por que usar as regras da ABNT?

Quer uma resposta curta? Padronização. Mas não é só isso. Na realidade, existe todo um estudo dessas normas técnicas. Assim, podemos dizer que o uso das regras ABNT atende todo um check-list que dá ao trabalho ou pesquisa um ar estético e de organização, capaz de ser aprazível aos olhos de quem lê e ao mesmo tempo transmitir seriedade e confiabilidade.

É preciso lembrar, também, que muitos trabalhos são lançados na rede onde há intercambialidade e se faz necessário uma padronização para que seja de fácil compreensão e para todos os interessados consigam identificar todas as informações que procuram. Quer um exemplo prático? Vamos lá.

Suponhamos que sua professora pediu para que você fizesse uma releitura de algum artigo científico que falasse sobre um certo tema do autor X. Você, então, procura no Google Acadêmicoe eis que encontra vários trabalhos publicados sobre a temática.

Dentro das normas ABNT, você facilmente pode identificar se esses trabalhos são ou fazem referência ao autor X na parte da bibliografia. Mas, e se não houvesse essa padronização? Provavelmente você teria que ler trabalho por trabalho para identificar se aqueles conteúdos atendem ou não suas necessidades.

Abaixo listamos algumas dicas que podem ajudar na sua pesquisa acadêmica. São elas:

1. Saiba diferenciar projetos de pesquisas de trabalhos acadêmicos

O primeiro passo para se dar bem durante a sua vida acadêmica é saber diferenciar os tipos de conteúdo e como enquadrar cada qual de acordo com as regras da ABNT.

Assim, um projeto de pesquisa é, na verdade, um protótipo para o desenvolvimento de atividades a serem realizadas para fins de estudos e coleta de dados. Ou, como a própria ABNT define, “uma descrição da estrutura de um empreendimento a ser realizado”, cujos princípios e regras a serem utilizadas constam na NBR 15287.

Já os trabalhos acadêmicos, segundo as NBR 14724, incluem as teses, dissertações e trabalhos de graduação. Cada qual, contudo, possuem regras de formatação especificas a serem seguidas.

2. Faça a capa do seu projeto de pesquisa segundo as regras da ABNT

Diferentemente do que na época da escola, as capas dos projetos de pesquisas são opcionais, porém bem mais articuladas e elaboradas, apresentando informações essenciais para uma primeira apresentação ao público de interesse.

Logo, na capa devem constar os seguintes dados e na presente ordem:

  • O nome da Instituição para qual o projeto deve ser submetido, quando solicitado, deve constar na parte superior da folha, em letras minúsculas, de forma centralizada e no tamanho 14 nas fontes Arial ou Times new Roman;
  • Logo abaixo do nome da instituição, inclua os nomes dos Autores, em fonte maiúscula e tamanho 14;
  • Títulos devem ser centralizados no meio da folha, em negrito, fonte maiúscula e tamanho 16. Se houver subtítulo, deve ser precedido de dois pontos (:);
  • Na parte inferior da página devem constar a cidade e o ano, fonte tamanho 14 e em letras minúsculas.

É válido lembrar que, apesar do nome da instituição e localidade serem em letras minúsculas, devem ser respeitadas as regras dos nomes próprios. Ou seja, o nome da instituição de ensino e local deverão iniciar com letras maiúsculas. Ex: Universidade Doity.

3. Atende-se ao que deve constar na folha de rosto

Muitos estudantes acham que a folha de rosto é desnecessária e acabam por não incluí-la. Saiba que ela é obrigatória e exige as seguintes informações:

  • Nome dos autores, em letra maiúscula, tamanho 14, centralizado e na parte superior da folha;
  • Título e subtítulo ao meio, em negrito, em letras maiúscula e em tamanho 16;
  • Identificação e tipo de projeto de pesquisa, com o nome da entidade a qual será submetida, fonte tamanho 12, em letras minúsculas;
  • Nome dos orientadores e/ou coordenadores, tamanho 12 e em letras minúsculas;
  • Cidade e o ano, na parte inferior da página, fonte tamanho 14 e em letras minúsculas.

4. Utilize siglas e abreviaturas da forma correta

Um outro erro bastante recorrente é a utilização das siglas e abreviaturas tanto nos projetos de pesquisas, quanto nos trabalhos acadêmicos. Assim, para que você não erre, preste bastante atenção nos seguintes detalhes:

  • Faça uma lista de abreviaturas e siglas para o seu projeto. Apesar de não ser obrigatório, isso facilitará para que seu leitor, caso tenha dúvidas, recorra a esse artifício;
  • Coloque a lista em ordem alfabética e discrimine ao lado as expressões correspondentes de cada qual;
  • Não invente abreviações. Utilize apenas aquelas previstas e existentes nos dicionários; e
  • Caso opte por não fazer uma lista, lembre-se que a primeira vez que você mencionar uma sigla deverá indica-la entre parênteses após mencioná-la de forma completa, assim como fizemos no começo desse artigo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

E então? Assim ficou bem mais fácil, não é verdade? É preciso muito cuidado na hora de formatar o seu projeto ou trabalho acadêmico para evitar chateações futuras. Logo, siga passo a passo o que cada manual traz como exigência, faça aquela revisão sistemática e pronto! É só enviar o seu conteúdo para análise.

“Se não pode contra, junte-se a elas!”

Se você pretende investir na sua carreira estudantil, com certeza necessitará utilizar as regras ABNT ao longo de sua vida acadêmica. Mas acredite, não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. Com o tempo fica fácil e automático.

Uma dica bem legal é também manter salvo aí no seu computador um trabalho de cada tipo, com as devidas formatações, e usar sempre esse molde para os trabalhos futuros.

Mas fique atento as atualizações, ok?

Por fim, esperamos que nossas dicas tenham ajudado você a compreender não só a importância do uso das normas como também facilitado um pouco mais a sua vida acadêmica. E por falar em facilidade, não deixe de conferir também as melhores ferramentas disponíveis para você enquanto estudante.

Esperamos vê-lo em breve e desejamos muito sucesso em sua jornada. Até mais e bons estudos!

DoityTeam

DoityTeam

Somos produtores de conteúdo apaixonados por eventos, vida acadêmica, marketing, vendas, tecnologia e por compartilhar experiências e conhecimento

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos