Vida Acadêmica

Como fazer um projeto de pesquisa? Conheça nossas dicas!

Escrito por: DoityTeam

Saber como fazer um projeto de pesquisa exige técnica, dedicação e disciplina dos universitários. Além disso, é fundamental seguir uma linha cronológica e objetiva para alinhar os pensamentos durante a escrita.

Dessa forma, o estudante deve aprender as normas para elaboração do projeto de pesquisa, considerando as particularidades das revistas e as exigências das universidades para ingresso no mestrado, além de primar pela linguagem simples e objetiva.

Outro ponto relevante é a formatação do trabalho conforme as normas técnicas nacionais e adequação de coesão e coerência do texto, condições que são primordiais para a excelência no resultado final.

Quer saber como fazer um projeto de pesquisa? Então, não perca as informações que daremos a seguir!

Defina o objeto da pesquisa

A elaboração de um trabalho acadêmico deve começar com a formulação de uma pergunta e da construção de uma hipótese. Engana-se quem pensa que a hipótese é uma interrogação, pois é o resultado dela que responderá o questionamento principal.

Diante disso, é imprescindível definir perguntas claras e direcionadas ao contexto principal para construir os objetivos e facilitar a busca por fontes de pesquisas sobre o assunto a ser trabalhado profundamente.

Após a definição do objeto da pesquisa, o estudante deve restringir os subtópicos que serão analisados para não construir um trabalho amplo demais que não é bem-visto no meio acadêmico.

Isso porque o ingresso no mestrado requer um excelente projeto de pesquisa, currículo lattes atualizado e experiências acadêmicas relevantes, tais como iniciação científica e atuação em programas de extensão.

Elabore uma estratégia de busca

Ao definir o tema da pesquisa é importante que o universitário investigue nas bases de dados as publicações sobre o assunto. Nesse momento, é interessante buscar artigos mais recentes ou aqueles que relacionam a linha histórica de desenvolvimento do assunto.

Em seguida, deve-se pensar em uma estratégia de busca, metodologia que consiste em levantar as principais palavras-chave e as variações do termo (sinônimos) que tratam do conteúdo a ser abordado.

Assim sendo, quando o assunto é aquecimento global por exemplo, terão como termos relacionados: efeito estufa, alterações climáticas, elevação do nível do mar, emissão de gases, dentre tantas outras variações. Também é importante buscar os mesmos termos no idioma inglês e espanhol.

Todavia, é aconselhável buscar revistas e documentos técnicos de alto valor acadêmico, optando por jornais apenas se o assunto estiver em conexão com a atualidade e, nesse caso, deve servir apenas para menções rápidas.

Organize os tópicos da pesquisa

Para fazer o projeto de pesquisa é importante organizar os tópicos conforme as exigências da instituição acadêmica. Para tanto, cabe ao estudante entender a importância de cada uma das partes do trabalho.

Nesse sentido, é preciso discriminar os elementos pré-textuais e textuais e como eles serão inseridos ao longo do trabalho. Os elementos pré-textuais correspondem aqueles que não são numerados, apenas paginados, tais como: capa, contracapa, agradecimentos, dedicatória, resumo, sumário e outros tópicos opcionais.

Os elementos textuais correspondem à introdução, objetivos, justificativa, metodologia, resultados (quando aplicável), discussão, conclusão, referências bibliográficas, anexos e apêndices (inseridos de acordo com a necessidade).

De forma geral é importante considerar as seguintes informações:

  • introdução: apresenta a ideia inicial do texto e convida o leitor para entender melhor o assunto a ser abordado. Pode constar a justificativa de modo implícito ou explícito;
  • objetivo: refere às etapas que serão desenvolvidas e, portanto, deve manter uma sequência temporal;
  • metodologia/materiais e métodos/métodos: descreve sucintamente como as etapas descritas nos objetivos serão executadas;
  • resultados: apresenta os dados experimentais coletados. Em trabalhos de revisão bibliográfica, esse tópico é substituído pelo termo referencial teórico, fundamentação teórica etc. e deve constar todo o conteúdo apurado para pesquisa. É preciso estar atento para um novo modelo de revisão, chamada de revisão sistemática, a qual analisa a qualidade metodológica dos estudos encontrados e apresenta peculiaridades em relação à estratégia de busca;
  • discussão: é uma das partes mais importantes do trabalho experimental, pois conecta com outros estudos, corrobora com os achados de outros autores, refuta algumas ideias, aponta as limitações da pesquisa etc;
  • conclusão: tópico que apresenta extensa conexão com os objetivos, pois deve mostrar se esses foram alcançados e quais os percalços encontrados.

Comece pelos tópicos menos complexos

A escrita científica tem uma organização bem estruturada, porém, alguns tópicos são menos complexos que outros. Sendo assim, é interessante começar pelos objetivos e, em seguida, pela metodologia.

Entende-se por objetivo o propósito do texto e, por isso, esse tópico deve ser escrito com verbos no infinitivo, pois refere-se às ações que serão desenvolvidas posteriormente. A metodologia, também chamada de métodos é a descrição detalhada de como se obteve os resultados.

A construção da discussão é a mais complexa e demanda embasamento teórico do assunto abordado, sendo assim, deve relatar os desfechos encontrados, contudo, aparentar parcialidade sobre o assunto. Esse tópico é um dos critérios mais analisados para submissão de artigos em revistas indexadas.

Elabore uma boa justificativa

Um projeto de pesquisa deve ser atraente para ser apreciado pelas instituições acadêmicas. Para aqueles estudantes que se interessam pelo mestrado, esse tópico é considerado como diferencial na escolha do melhor projeto.

Sendo assim, na justificativa devem constar dados econômicos, estatísticas significativas e atuais, citações de especialistas no assunto, vantagens clínicas, dados sociodemográficos, climáticos, sobre qualidade de vida etc.

É importante ressaltar que uma justificativa bem escrita é capaz de convencer os professores que julgarão o processo seletivo pelo critério de apresentação do projeto, uma vez que os demais tópicos diferem pouco na inovação.

Fique atento à formatação adequada

Para construir um projeto de pesquisa, o estudante deve observar as normas para formatação que incluem paginação, tipo e tamanho da fonte, espaçamento, intervalo das margens e citações diretas e indiretas bem inseridas.

Outro ponto relevante é a construção lógica das ideias com coesão e coerência entre os parágrafos. Isso significa que é preciso muita atenção ao desenvolver o assunto e modificá-lo para manter a conectividade com o tema tratado anteriormente.

Além disso, em tempos de facilidade da internet, é imprescindível estar atento à forma correta de citar os autores pesquisados para não incorrer no plágio e comprometer o trabalho e a confiança no estudante.

Saber como fazer um projeto de pesquisa é uma tarefa complexa que demanda tempo de estudo, organização e orientação dos mais experientes. Além disso, o projeto deve conter estruturas bem delineadas, formatações adequadas e estar dentro das exigências para o órgão ao qual será submetido.

Agora que já entendeu como fazer um projeto de pesquisa, não deixe de ler também 11 cursos online que são essenciais para quem está na faculdade!

DoityTeam

DoityTeam

Somos produtores de conteúdo apaixonados por eventos, vida acadêmica, marketing, vendas, tecnologia e por compartilhar experiências e conhecimento

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos