O modo como as pessoas consomem produtos e serviços mudou. O modo como as empresas vendem esses produtos e serviços também mudou. A internet é a grande responsável por essas transformações e o marketing digital é a ferramenta utilizada para que os negócios, e eventos, acompanhem essas mudanças.

 

Neste post, você vai aprender o que é marketing digital, como estruturar um planejamento, os conceitos de persona, funil de vendas, jornada de compra e até mesmo de marketing de conteúdo. Preparado para adquirir novos conhecimentos? Continue lendo!

 

Afinal, o que é marketing digital?

 

Para entendermos de fato o que é o marketing digital, é essencial compreendermos antes o que é o marketing em si.

 

Segundo Philip Kotler, o mais famoso especialista em marketing do mundo, marketing envolve a identificação e a satisfação das necessidades humanas e sociais. Kotler resumo o conceito de uma maneira bem simples: o marketing supre necessidades lucrativamente.

 

O marketing, seja o tradicional ou o digital, está baseado em um mesmo princípio, bem definido por Érico Rocha: a arte de atrair (com integridade) o cliente certo à oferta certa.

 

A grande diferença entre o marketing digital e o tradicional está no uso de diferentes canais (falaremos deles mais adiante) e na possibilidade de mensuração e análise de dados em tempo real.

 

Para você, organizador de eventos, o importante é ter em mente que o marketing é sua ferramenta para atrair, conhecer, relacionar-se e encantar clientes. Além disso, o marketing digital é uma de suas armas mais poderosas (e de baixo custo) para aumentar vendas, gerar autoridade e garantir o sucesso do seu evento.

 

Marketing digital para eventos: tudo o que precisa saber!

 

 

Como utilizar o marketing digital em eventos?

 

O primeiro passo para fazer um bom marketing digital para seus eventos é montar seu planejamento. Nele, você vai definir toda a sua estratégia de presença online, seus objetivos, suas metas e seu plano de ação.

 

Estruturando um planejamento de Marketing Digital

 

Para criar seu planejamento, você pode utilizar algumas ferramentas como planilhas, documentos do google ou trello. É possível utilizar templates prontos ou criar os seus do zero. O importante aqui é que você documente sua estratégia e a tenha em fácil acesso.

 

Os itens primordiais de um planejamento de marketing digital são:

 

  • Diagnóstico
  • Objetivos
  • Metas
  • Personas
  • Funil de marketing e Jornada de compra
  • Orçamento
  • Plano de ação

 

Para que você compreenda melhor cada um desses itens, fizemos abaixo uma breve explicação sobre cada um.

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico é basicamente o retrato atual dos resultados já obtidos pelo seu evento ou marca de eventos. Nele você deve registrar informações como números de visitas ao seu site, número de vendas, mídias digitais em que você está presente, se há ou não uma estratégia sendo aplicada para gerar mais resultados.

 

Seu diagnóstico apresenta um panorama atual da situação do seu evento. Caso seja a primeira edição dele ou você esteja criando uma marca do zero, ao invés de fazer o diagnóstico, você pode optar pelo benchmarking. Isso significa basicamente documentar as melhores práticas de eventos do mesmo segmento para ajudar, te dando assim um panorama do mercado.

 

Objetivos

 

Nessa sessão, você deve deixar claro qual o objetivo do seu evento. Existem diversos tipos de objetivos, como criar uma comunidade de profissionais, fomentar debate sobre um tema, utilizá-lo como ferramenta de Marketing para promover uma marca, gerar receita para uma organização ou liga acadêmica, entre outros. O importante é saber exatamente o que você deseja alcançar.

 

Metas

 

Baseado no(s) objetivo(s) que você definiu, você deve elencar suas metas. Elas vão servir como norteadoras e, claro, serão essenciais para a construção do seu plano de ação. Por exemplo, se o seu objetivo foi gerar mais receita para organização ou liga acadêmica, sua metas podem ser do tipo divulgar o evento para X mil pessoas, vender X inscrições, reduzir custos em X%, entre outras.

 

Persona

 

Uma persona é um personagem criado que representa o cliente ideal de uma empresa. Esse personagem é construído com base em dados e não em achismos. Uma persona tem nome, idade, profissão, gostos, desafios, sonhos e problemas. Ela é essencial para sua estratégia de marketing digital, porque ajuda a entender as necessidades do seu cliente e, assim, resolvê-las da melhor maneira.

 

Funil de marketing e Jornada de compra

 

O funil de marketing tem esse nome por sua semelhança ao objeto funil, já que o número de visitantes que entra é bem maior que o que sai, devido às conversões ao longo do processo. Ele representa o processo de vendas e auxilia a jornada de compra do seu cliente. Para ficar mais fácil de visualizar, vamos compartilhar o que utilizamos aqui na Doity.

 

 

 

 

Marketing digital para eventos: tudo o que precisa saber!

Nesse funil, já temos representada também a jornada do cliente, que é composta por quatro fases: consciência, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. Para criar seu funil de marketing, você pode utilizar a ferramenta criada pela Resultados Digitais em parceria com a Contentools.

 

Orçamento

 

O orçamento é essencial, afinal é o que vai delimitar as despesas do evento, bem como cada centavo deve ser gasto. O mais comum para orçamentos é utilizar planilhas financeiras, mas você também pode aproveitar as ferramentas de controle financeiro disponíveis nas plataformas de eventos.

 

Plano de ação

 

O plano de ação é desenvolvido a partir das metas que você traçou e do orçamento disponível. Cada meta definida deve ser destrinchada em ações para que possa ser alcançada. Além disso, é importante atribuir um responsável por cada ação e, se possível, um prazo.

 

Se uma de suas metas foi vender X inscrições, você deve estabelecer as ações que levarão você a alcançá-la. Exemplos de ações para essa meta seriam investir em marketing digital, disponibilizar venda de inscrições online, realizar ações promocionais, entre outras.

 

Canais de aquisição

 

Os canais de aquisição são os meios que as empresas utilizam para alcançar seus possíveis clientes. No Marketing Digital, existem 6 tipos principais de canais: tráfego orgânico, tráfego direto, email, mídia paga, tráfego de referência e social.

 

Vamos explicar rapidamente cada um deles para que você possa entender melhor:

 

 

  • Tráfego orgânico: esse tipo de canal é representado, principalmente, pelas pesquisas feitas no Google. A persona digita sua pesquisa e encontra em seu site ou blog a resposta, podendo seguir em sua jornada de compra;
  • Tráfego direto: nesse tipo, a persona digita a URL do seu site diretamente no navegador, sem nenhum intermediador;
  • Email: apesar de muitos pensarem que o email morreu, ele é um importante canal de aquisição e, quando bem utilizado, tem uma boa taxa de conversão;
  • Social: esse tráfego é gerado pelas pessoas que encontram o seu site ou blog através das redes sociais;
  • Mídia paga: esse tipo é representado pelo tráfego gerado pelos anúncios nas redes sociais e no Google Adwords, por exemplo;
  • Tráfego de referência: ele é gerado quando outros sites e páginas da internet fazem link para seu site, levando assim novos visitantes para seu negócio.

 

 

O papel essencial do seu site

 

Com tudo que vimos até aqui, você já deve ter percebido o valor enorme que o site do seu evento tem, não é mesmo? Ele precisa conter todas as informações, além de possuir uma identidade visual bacana.

 

Uma solução simples e barata é apostar em plataformas de eventos para criar o seu. Elas oferecem templates customizáveis, que podem ser editados de forma simples e sem a necessidade de conhecimento técnico.

 

Lembre de caprichar ao estruturá-lo! Forneça as informações ao participante, disponibiliza as inscrições online, diga quem serão os palestrantes, como será o credenciamento. Quanto mais completo, melhor.

 

A importância do Marketing de Conteúdo

 

Uma das apostas mais populares do marketing Digital é o marketing de conteúdo. De acordo com Vitor Peçanha, um dos principais especialistas do país, o marketing de conteúdo “é uma maneira de engajar seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas”.

 

Ou seja, você oferece conteúdo de qualidade e que realmente resolve os problemas dos seus potenciais clientes e, dessa forma, você gera um sentimento de confiança e autoridade sobre o assunto. Isso, com certeza, aumentará suas chances aumentar as vendas.

 

Uma das principais vantagens do marketing de conteúdo é que ele pode ser feito por meio de blogs, redes sociais, canais no Youtube ou semelhantes. O importante é entregar conteúdo bacana para sua audiência e conquistá-la.

 

Anúncios

 

É muito popular a informação de que as redes sociais, em especial o Facebook, reduzem o alcance orgânico de páginas empresariais. Para que seu conteúdo ou até mesmo o link do site de inscrições do seu evento atinja mais pessoas, você precisa criar anúncios nas mídias sociais.

 

Para anunciar no Facebook e Instagram, você deve utilizar a plataforma Facebook Ads. Nela, você pode definir objetivo de campanha, público que você quer atingir, lugares onde quer anunciar (feed, coluna direita, vídeos, instagram, instagram stories, etc), por quanto tempo quer anunciar e, claro, quanto quer gastar.

 

O mais bacana do Facebook Ads é que você não precisa de um orçamento alto para anunciar suas publicações por lá. É possível criar um anúncio com apenas R$ 10, por exemplo. Tudo vai depender do quanto você tem disponível. Outra vantagem interessante é que você consegue saber o retorno que esse investimento te dá, o que facilita entender se está realmente valendo a pena pagar por isso.

 

Chegamos ao fim do nosso post! O marketing digital é um universo imenso e há muito o que compartilhar sobre o assunto. Neste post, você aprendeu:

  • O que é marketing digital;
  • Como utilizá-lo em eventos;
  • Como estruturar seu planejamento;
  • O que é o funil de marketing e a jornada de compra;
  • O que são e quais os principais canais de aquisição de clientes;
  • O papel essencial do seu site;
  • A importância do marketing de conteúdo;
  • As possibilidades de anúncios sociais.

 

Se você ainda tiver dúvidas ou quiser acrescentar algo, deixe seu comentário! Vamos adorar conversar.

Posts Relacionados

Comentários ()