As ligas acadêmicas surgiram no século XX como uma estratégia extracurricular, com o objetivo de promover um aprofundamento teórico-prático das atividades aprendidas em sala de aula. Desse modo, uma liga acadêmica é uma associação sem fins lucrativos, que busca complementar a formação do aluno.

Para tanto, promove o senso crítico do acadêmico e também o raciocínio científico, agregando valor ao seu conhecimento. E como nem sempre é possível aprender a teoria e a prática em classe, investir em atividades extracurriculares e complementares é visto como um grande diferencial na vida acadêmica.

Você está em dúvidas se precisa participar de uma liga? Entenda mais sobre o assunto e convença-se!

Compreenda o que são as ligas acadêmicas

Como o próprio nome sugere, as ligas acadêmicas são entidades criadas por acadêmicos, professores e profissionais que apresentam interesse no tema abordado.

A primeira delas surgiu no Brasil em 1920 — a Liga de Combate à Sífilis, que desenvolve projetos até hoje. Décadas mais tarde, porém, a partir do período da ditadura militar, foi que se deu o maior interesse dos acadêmicos em aprofundarem seus conhecimentos intelectuais teórico-práticos, resultando na criação de novas ligas.

Sem fins lucrativos e com tempo indeterminado de duração, elas realizam atividades extraclasse, tendo as suas ações voltadas para a educação relacionada ao tema de estudo (saúde, administração, comunicação, direito, computação, engenharia, entre outros).

Desse modo, os temas trabalhados são relacionados ao que é estudado em classe. Normalmente, apresentam os objetivos detalhados abaixo (sendo que cada instituição de ensino pode ter mais de uma liga acadêmica por curso):

  • ensino: realizar reuniões e aulas sobre o assunto relacionado;
  • pesquisa: estudar o tema, escrever artigos, fazer banners e apresentar os dados em eventos;
  • extensão: atender à comunidade nos eventos, colocando em prática os conhecimentos adquiridos;
  • laboratorial: coletar dados e analisar as amostras coletadas.

Essas atividades envolvem trabalhos voluntários, treinamentos, reuniões científicas, seminários, encontros e demais tipos de eventos. Como a ideia é aprofundar os conhecimentos teóricos e publicar artigos científicos, é importante ter um professor como coordenador para nortear os estudos, que envolvem a teoria, mas também a prática.

Cada instituição costuma ter as suas próprias regras e normas para a composição e objetivos da liga, bem como o calendário de atividades a serem realizadas durante o ano letivo. Contudo, em regras gerais, cada uma deve apresentar pelo menos um trabalho científico e a prestação de serviços à comunidade.

Saiba qual é a estrutura da liga acadêmica

Os organizadores precisam fazer um curso introdutório, enquanto os alunos que têm algum interesse em participar devem realizar um curso e uma prova para testar os conhecimentos aprendidos. Realizado o teste de admissão, os candidatos são selecionados de acordo com a sua nota — geralmente, a equipe conta com cerca de 20 a 30 estudantes.

Para que esse projeto aconteça, também é importante a ajuda de parcerias, tanto das instituições de ensino quanto do Governo. Em termos de estrutura, elas são compostas por uma diretoria, em que os membros ocupam os seguintes cargos:

  • presidente;
  • vice-presidente;
  • diretor financeiro;
  • diretor acadêmico;
  • diretor científico;
  • diretor de comunicação.

Além disso, como já citamos anteriormente, o coordenador precisa ser um professor da entidade de ensino correspondente — ele supervisiona, norteia e tira todas as dúvidas dos alunos.

Cada liga deve criar um estatuto, que é aprovado pela instituição de ensino. Nesse documento, devem constar todas as informações necessárias para o bom andamento do projeto (cargos, como vai funcionar, quem participará, processo seletivo, curso introdutório, prova, quantidade de participantes).

Entenda a importância para os alunos

As Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) reconhecem a prática das atividades da liga acadêmica e incentivam essas ações nas entidades de ensino, porque que se trata de uma importante ação para agregar conhecimento e valor à vida do estudante.

Esse incentivo e sugestão parte do princípio de que a grade curricular dos cursos de graduação não é o suficiente para que o cidadão saia preparado para lidar com as turbulências do mercado de trabalho. Isso acontece em todas as áreas de ensino.

Por isso, há grande valor e prestígio pelos candidatos que, além da graduação, investem os seus conhecimentos extraclasse para aprender a teoria e prática. Assim, fica muito mais fácil ingressar no mercado de trabalho estando preparado para atender às necessidades do cargo.

Para que a liga aconteça nas instituições, não é uma tarefa complicada: basta haver interesse e motivação dos alunos em se dedicarem fora do seu horário escolar para realizar pesquisas sobre os assuntos abordados em sala de aula.

A grande vantagem de investir em uma liga acadêmica é que esse aspecto é importante tanto para o estudante, que sai graduado com grande bagagem e conhecimento, quanto para a comunidade, que se beneficia com as pesquisas e os eventos.

Veja a relação das ligas acadêmicas com os eventos

As ligas acadêmicas têm um importante papel na criação e organização de eventos. Para você ter uma ideia, elas são uma das maiores realizadoras de eventos nas universidades. Eles podem ser criados tanto para os alunos e público interno da instituição de ensino, entre as ligas acadêmicas de outros cursos ou localizações, quanto para a comunidade em geral.

Tendo isso em vista, tais atividades podem consistir em palestras, seminários, painéis e workshops para aprofundar conhecimentos específicos de uma disciplina, por exemplo, assim como em outras ações, como:

  • cursos;
  • gincanas;
  • jogos interativos;
  • congressos;
  • minicursos;
  • jornadas acadêmicas;
  • encontros das ligas acadêmicas;
  • fóruns das ligas acadêmicas.

Como vimos, a liga acadêmica é uma entidade criada pelos acadêmicos, sendo composta por alunos interessados no tema. Coordenada por um professor, envolve a criação de ações, estudos e eventos que beneficiam não só o aluno (pela experiência, vivência e agregando valor ao seu currículo), como também a comunidade em geral (pelos eventos e pesquisas). As ligas acadêmicas são um processo extremamente importante na formação dos alunos.

Neste post, você conferiu o que é e alguns motivos para participar de uma liga acadêmica. Se gostou do nosso texto, que tal agora saber como se destacar na faculdade?!

Posts Relacionados

Comentários ()