Organizar Eventos

Jornada científica: o que é e como organizar?

Escrito por: DoityTeam

A jornada cientifica é um evento importante para os acadêmicos de graduação e pós-graduação. Ele é geralmente feito por grupos de pesquisadores que tem como objetivo discutir determinado assunto e compartilhar as novidades desse acontecimento. Muitos estudos podem surgir a partir desses encontros, daí a importância da realização desse evento.

No entanto, é importante organizar o evento conforme as demandas dos estudantes, considerando as informações sobre o planejamento, execução e análise após a finalização dos dias de trabalho acadêmico.

Por isso, daremos dicas no post de hoje sobre o que é uma jornada científica e como fazer para organizá-la de modo prático e eficiente. Acompanhe conosco!

Afinal, o que é uma jornada científica?

Trata-se de um evento realizado periodicamente, relacionado a um determinado assunto científico, com magnitudes regionais, feita e apresentada por acadêmicos de graduação e pós-graduação com supervisão dos professores orientadores.

A jornada científica pode ser considerada como o evento menos complexo, se comparado às 12 modalidades existentes para essa finalidade, tendo em vista o número de participantes e os palestrantes convidados.

No entanto, será nesse evento que o estudante terá oportunidade de conhecer as principais linhas de pesquisa bem como os resultados obtidos nas investigações em nível de iniciação científica e pós-graduação.

Como organizar uma jornada científica?

Como se trata de um evento regional, na maioria das vezes, é fundamental a elaboração da comissão organização e a delegação das principais atividades que devem ser realizadas de forma cronológica.

Definição da comissão organizadora

Sabendo que o tema da pesquisa já é algo inerente à jornada científica, é fundamental que os membros da comissão organizadora definam as subáreas do evento, a fim de despertar o interesse dos futuros participantes. Além disso, com a criação dessa comissão, será possível identificar erros durante a programação da jornada que possam influenciar no produto final.

Em seguida, cada membro da comissão ficará responsável pelas atividades que incluem: solicitar patrocínio de empresas do setor, elaborar o folder de divulgação, convidar palestrantes, organizar a lista de apresentação dos estudantes, dentre outros.

Nesses eventos, é comum a divulgação dos resultados das pesquisas realizadas pelos estudantes de iniciação científica e, dependendo do número e da magnitude do evento, deve-se optar pela apresentação oral ou por meio de folders.

Cotação dos locais para realização

Após definição do tema e de uma estimativa do número de participantes (considera-se nesse quantitativo o número de estudantes de iniciação científica em que a participação, na maioria das vezes, é compulsória) é preciso avaliar os locais para realização do evento.

Nesse sentido, é aconselhável obter uma lista inicialmente dos auditórios das universidades públicas, centro de convenções ou locais que podem ser adaptados para receber um número de convidados acomodados confortavelmente.

Nessas situações, é importante avaliar as datas disponíveis, os recursos financeiros destinados para essa finalidade e a infraestrutura contemplada nos locais desejados, para levantamento do custo-benefício.

Definição dos subtemas do evento

Para obter êxito na realização da jornada científica, é preciso escolher os subtemas e delimitar os limites do assunto que serão abordados. Sendo assim, um evento sobre direito administrativo ou parasitologia deve considerar as subáreas de interesse científico.

Como estratégia de sensibilização para os interessados no evento, recomenda-se abordar temas mais atuais ou aqueles que estão suscitando polêmicas no meio científico, desde que sejam bem conduzidos pelo moderador.

Após a escolha dos subtemas, é importante discriminar o quanto de espaço e tempo será destinado a cada subárea, haja vista o número de publicações e pesquisadores sobre o assunto e a demanda dos estudantes interessados.

Organização das apresentações

A jornada científica é um evento de aprendizado para os estudantes de iniciação científica e uma oportunidade para os professores universitários mostrarem e acompanharem a evolução dos trabalhos realizados pelos seus alunos.

Por isso, cabe à comissão organizadora escolher a data de apresentação dos trabalhos e das palestras de forma a facilitar a participação de todos. Ressalta-se que eventos simultâneos podem ser realizados, desde que abordem temas distintos.

Além disso, a apresentação dos trabalhos de iniciação devem ser feitos durante o evento e não apenas na finalização, para evitar dispersão dos participantes e pouco quórum nesse tópico tão importante.

Elaboração de critérios para submissão de resumos

Em uma jornada científica, a submissão de resumos é algo importante para alavancar a “audiência” do evento, ao mesmo tempo em que a aprovação desse documento contribui sobremaneira para melhoria do currículo do estudante.

Todavia, é fundamental estabelecer critérios específicos para submissão dos trabalhos, que incluem: prazo final para envio pela plataforma eletrônica, obrigatoriedade de inscrição no evento, formatação padronizada incluindo número máximo de caracteres e de coautores.

Também é importante contextualizar os temas a serem aceitos, bem como as áreas afins para descartar trabalhos que não condizem com a temática central da jornada científica. Outras especificidades, tais como modalidade de apresentação (via oral ou painel), devem ser plenamente esclarecida em edital próprio.

Outro ponto relevante é a emissão de certificados, que podem ser obtidos eletronicamente ou necessitar de assinatura dos primeiros autores. A definição sobre a forma de entrega do certificado ficará a cargo da comissão organizadora.

Divulgação da jornada científica

A divulgação deve ser feita nos principais canais de comunicação que serão acessados pelos interessados. Nesse contexto, como se trata de um público mais jovem, a rede social tem impactado positivamente nesse processo.

O convite via newsletter e a disseminação de cartazes inseridos em pontos estratégicos também são recomendados. Importante avaliar criteriosamente todo o conteúdo antes da divulgação, para evitar informações vagas ou imprecisas.

Ressalta-se uma informação essencial que deve constar além da programação científica: o prazo para submissão dos resumos que serão analisados para posterior aprovação pela comissão organizadora. Nesse tópico devem constar as orientações para submissão, número de autores e deadline para enviar o documento online.

Sendo assim, para organizar uma jornada científica é preciso dedicação, organização e pessoal em número e com experiência para essa empreitada. No entanto, há empresas que realizam esse tipo de projeto, facilitando a vida dos idealizadores do evento.

A jornada científica é um evento menos complexo, que visa apresentar os principais resultados dentro de uma linha de pesquisa para todos os estudantes de graduação e pós-graduação. Para tanto, é preciso muita organização, destreza e conhecimento do passo a passo para realização de um evento bonito, que atenda às expectativas dos participantes e seja livre de reclamações básicas.

E você, já planejou um evento científico? Ainda está em dúvidas de como começar? Então, não deixe de assinar nossa newsletter e fique por dentro de novidades!

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos



DoityTeam

DoityTeam

Somos produtores de conteúdo apaixonados por eventos, vida acadêmica, marketing, vendas, tecnologia e por compartilhar experiências e conhecimento

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos