Mesmo com um modelo de trabalho em mãos ou depois de anos escrevendo artigos e participando de tantos eventos na faculdade, algumas dúvidas podem surgir quando o assunto é a formatação de TCC (trabalho de conclusão de curso).

Cada tipo de trabalho tem suas especificidades, contudo, podemos facilitar nossas vidas e evitar dores de cabeça nesse momento. Para isso, existem as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que servem como reguladoras da escrita acadêmica.

As características básicas de um TCC são encontradas na maioria dos manuais das faculdades brasileiras, com isso, a ABNT também aparece como um meio de padronização desses textos.

De uma maneira geral, os trabalhos de conclusão de curso são divididos em 3 partes: pré-textual, textual e pós-textual. Além disso, também existem regras para o tamanho da letra, os espaçamentos, as citações etc.

Neste post, abordaremos tudo o que você precisa saber sobre a escrita do seu trabalho. Continue a leitura e descubra!

Quais as principais dificuldades encontradas pelos alunos?

Assim como as normas básicas que regem a escrita do TCC são comuns a todos os cursos, as dificuldades também acabam sendo as mesmas. Entre elas, destacamos:

Desconhecimento da norma

No ensino básico, desde os primeiros anos, fazemos trabalhos para entregar para o professor. Porém, quando chegamos à faculdade, alguma regras precisas ser seguidas. Não podemos, por exemplo, mais fazer a capa à mão ou colar gravuras, em vez de imprimi-las — a não ser que o professor solicite por questões particulares da disciplina ou do curso.

Primeira vez

Seguindo esse raciocínio, deparamos com uma nova maneira de enxergar o trabalho escolar. Contudo, nem sempre somos orientados quanto a isso — nem na escola básica, nem nos anos iniciais da faculdade —, dessa forma, os professores podem inferir que já sabemos usá-la. Daí a necessidade de buscar se informar sobre!

Erros gramaticais

Além das dificuldades comuns quanto à formatação de TCC, também há uma defasagem quanto à gramática, algo que interfere diretamente na escrita. Lembrando que, no meio acadêmico, a escrita formal prevalece sobre a informal, e a gramática normativa acaba sendo a base para a construção do texto.

Como deve ser a formatação de TCC de acordo com a ABNT?

É possível que cada faculdade tenha o seu modelo e seus regulamentos. Porém, alguns requisitos são básicos e seguem as normas técnicas da ABNT, entre eles:

Margens e tamanho da letra

A fonte do texto deve ser Arial ou Times New Roman, com tamanho 12. Na folha A4, as margens deverão ser definidas da seguinte forma:

  • 3 cm margens superior e esquerda;
  • 2 cm margens inferior e direita.

É importante destacar que o espaçamento entre linhas é de 1,5, sem espaços entre os parágrafos. Além disso, o alinhamento do texto é justificado. Esses dados podem mudar de acordo com o manual de cada instituição, portanto, não se esqueça de confirmá-los.

Paginação

As páginas são contadas desde a contracapa, porém, só serão marcadas no canto da página (Vale ficar atento e olhar as instruções do manual da sua faculdade) a partir da folha que contém a introdução.

Capa

Na capa, serão informados obrigatoriamente o nome do autor, o título do TCC, a cidade da instituição e o ano da entrega do trabalho. São quesitos opcionais: o nome da instituição e o subtítulo.

Sumário

O sumário deve conter todos os títulos e subtítulos idênticos aos distribuídos ao longo do texto. Existem ferramentas no próprio Word para a criação do sumário. Lembre-se de conferir tudo, antes de fazer a impressão final, pois, depois de algumas revisões, a paginação pode mudar.

Capítulos

Há a possibilidade de dividir o referencial teórico em vários capítulos com títulos ligados ao que será abordado neles. Geralmente, os TCCs são divididos apenas em títulos e subtítulos, evitando capítulos por conta do número reduzido de páginas, que fica entre 30 e 50.

Títulos e subtítulos

Os títulos e subtítulos podem ser definidos de acordo com o que será abordado ou seguir a estrutura básica: introdução, desenvolvimento teórico ou referencial teórico e considerações finais ou conclusão.

Citações

Resumidamente, as citações podem ser indiretas ou diretas (longas e curtas). Vejamos as especificidades delas:

  • citação indireta: escreva com suas próprias palavras, porém dando crédito ao autor da ideia. Neste caso, você deve colocar, na frente, o nome do autor e, entre parênteses, apenas o ano da publicação. Por exemplo: De acordo com Fulano (ANO), tal coisa aconteceu;
  • citação direta curta: copie exatamente o que está no texto e indique o nome do autor, o ano da publicação e a página da qual a citação foi retirada. Por exemplo: Para Fulano (ANO, p. 1) “abre aspas e fecha aspas” — a página deve ser indicada por um “p.” e as aspas que devem marcar o início e o fim da citação;
  • citação direta longa: a diferença para a citação curta está no número de linhas. Quando a citação ultrapassar três linhas, a formatação é alterada. Assim, o texto deve ser recuado 4 cm à esquerda, eliminando as aspas e reduzindo a fonte da letra para o tamanho 10 ou 11.

Como é a estrutura de um TCC?

De uma maneira geral, o trabalho de conclusão de curso é dividido em três partes:

Aspectos pré-textuais

São obrigatórios: capa, folha de rosto, ficha de aprovação (quando houver banca), resumo, abstract e sumário. Os agradecimentos, dedicatória, epígrafe e listas são opcionais.

Aspectos textuais

São os elementos de desenvolvimento da sua pesquisa, por isso, são obrigatórios: a introdução, o desenvolvimento (referencial teórico) e a conclusão ou as considerações finais. Ficam a critério do pesquisador e do manual específico de sua faculdade o uso de tópicos que abordem a metodologia e a análise de dados.

Aspectos pós-textuais

Apenas as referências são obrigatórias. Lembrando que não se deve dizer “referências bibliográficas”, pois, atualmente, as pesquisas saíram da exclusividade do livro (“biblio”), podendo ser feitas na internet, por exemplo. Os elementos, opcionais, são: apêndice, anexo, glossário e índices.

Onde posso encontrar ajuda para formatação de TCC?

Além deste texto, que contém dicas essenciais para você fazer a formatação do seu TCC, também existem ferramentas que ajudam na conferência, como o Fast Format, que organiza seu texto automaticamente.

Contudo, é necessário destacar que o ideal é você conhecer bem as regras e utilizar essas ferramentas apenas como um meio de conferência, já que elas são automáticas e podem não estar atualizadas, ao passo que as normas costumam mudar com frequência.

Lembramos que as normas da ABNT são as mais comum e mais conhecidas, porém, temos outras normas reguladoras, como a APA e a Vancouver.

Gostou deste texto sobre a formatação de TCC? Aproveite a visita e assine a nossa newsletter. Assim, você receberá sempre uma novidade por e-mail e ficará por dentro de nossas atualizações!

Posts Relacionados

Comentários ()