Organizar Eventos

Saiba como elaborar um minicurso acadêmico em 7 passos

Escrito por: DoityTeam

Se você deseja agregar valor ao currículo acadêmico, certamente, já se perguntou como elaborar um minicurso, não é mesmo? Esse tipo de projeto é fundamental para debater temas do segmento de forma online. Para acertar em cheio na escolha, torna-se importante optar por uma área já conhecida em seus estudos.

O melhor caminho, nesse caso, está em fazer um planejamento detalhado de todas as etapas necessárias até colocar o conteúdo no ar. Ao seguir de maneira disciplinada o cronograma, aumentam as chances de impactar a audiência sem deixar de lado o embasamento no campo prático da abordagem.

Quer saber mais? Vamos mostrar como montar um minicurso em 7 passos de sucesso. Acompanhe:

1. Escolha o assunto

A temática do seu minicurso deve ser escolhida com bastante cuidado para garantir resultados positivos. Por isso, o ideal é que você domine o assunto abordado e tenha credibilidade junto ao público acadêmico.

O grande segredo está em considerar as opções em uma estratégia a longo prazo, já que esse ponto funciona como o principal direcionamento de todo o projeto. Dentro desse contexto, pense em um segmento que seja também prazeroso de discutir para preservar o ânimo na hora de responder as inúmeras perguntas dos alunos.

Isso, com certeza, faz muita diferença na qualidade do material oferecido. No entanto, por mais que o assunto esteja na ponta da língua, também é indispensável fazer algumas pesquisas sobre tópicos com a intenção de não se atrapalhar em nenhum momento.

2. Faça um planejamento detalhado

Monitorar de perto todos os detalhes do projeto faz bastante diferença no resultado final. Isso, porque, a melhor foma de preparar o conteúdo está diretamente ligada ao tempo de duração e outros quesitos estruturais. Sendo assim, logo depois de definir o assunto abordado, coloque o cronograma no papel para tomar as decisões mais importantes.

Essa medida ajuda a cumprir o prazo estipulado sem deixar a qualidade de lado. Saiba que qualquer tipo de imprevisto pode comprometer o andamento da organização. Logo, ser bastante disciplinado com a produção interna é o primeiro passo. Alinhe os preparativos conforme os seus objetivos, o formato escolhido e o perfil dos participantes.

3. Desperte a atenção da audiência

Da nada adianta montar um conteúdo enriquecedor se o projeto não alcançar a audiência correta. Ou seja, saber se comunicar com o público-alvo se mostra como uma cartada certeira no aumento do número de inscrições.

Estude bem sobre os melhores canais de comunicação e a linguagem que deve ser usada em todo o processo. Uma tática importante, em uma situação como essa, envolve não esperar a conclusão do material para investir em divulgação.

Descubra onde os seus potenciais alunos se concentram com a intenção de chamar a atenção deles para a proposta. Quanto maior a antecedência, melhor será a chance de atingir um grande número de interessados. Veja sugestões de locais de divulgação:

  • lista de contatos por e-mail;
  • campus da universidade;
  • grupos online sobre o assunto abordado;
  • palestras semelhantes;
  • redes sociais;
  • blogs especializados;
  • vídeos no Youtube.

4. Produza um conteúdo interessante

Tenha em mente que a concorrência costuma ser acirrada nesse nicho e, diante disso, busque abordagens inteligentes. Claro que é praticamente impossível encontrar um tema completamente inédito para ser estudado.

Porém, o sucesso está em buscar abordagens inovadoras conforme a perspectiva da temática escolhida. Ao reunir uma programação interessante, com os questionamentos relacionados ao perfil do seu público, será apenas uma questão de tempo até produzir o material final.

5. Escolha as ferramentas de hospedagem

O local de hospedagem do minicurso ajuda muito no momento de converter o público em aluno. Depois de finalizar o roteiro e produzir o conteúdo, você precisa conhecer as ferramentas disponíveis no universo digital. Dê preferência a uma plataforma que seja intuitiva e extremamente fácil de acessar para não deixar o processo cansativo.

Afinal de contas, quando um site demora muito a responder, nosso primeiro impulso é de fechá-lo imediatamente. Tendo isso em vista, experimente o local de hospedagem antes como usuário. Essa tática se torna fundamental no momento de garantir a melhor experiência possível na absorvição dos ensinamentos.

Outra possibilidade é ministrar o cronograma por e-mail. Nesse caso, tudo deve ser feito por meio de um software especializado em e-mail marketing. Entre as principais opções estão Eadbox, Maestrus e Beved.

6. Monte uma boa estrutura

Um minicurso online agregador oferece uma boa estrutura aos inscritos. Conte sempre com uma estratégia segmentada e organização para garantir um relacionamento de confiança junto aos inscritos. Ao se esforçar na produção dos detalhes, o seu nome se valoriza nesse segmento de mercado.

Em consequência disso, pense em tudo o que será necessário em cada etapa durante a confecção do conteúdo e o entendimento adequado depois de pronto. Comece com a análise em relação à exigência de uma estrutura física.

Se pergunte sobre o local de gravação, com quais materiais será explicado o assunto e a possibilidade de ter profissionais técnicos. O tempo de produção também conta muitos pontos. Calcule com exatidão qual prazo para oferecer o que está descrito no papel. Além disso, também é imprescindível disponibilizar complementos de áudios, fotos e leitura como um bônus aos escritos.

7. Pesquise o mercado

Se aventurar no universo acadêmico de olhos fechados é um risco e tanto. Dessa forma, faça uma pesquisa detalhada sobre o que já existe disponível online para não falar mais do mesmo. Essas anotações podem funcionar como uma espécie de ponto de partida na construção do roteiro inicial.

Observe também quem procura pelo serviço com frequência e forme o perfil do seu público antecipadamente. Assim, o caminho das pedras se apresenta de uma maneira bem mais flexível com grandes chances de acertar em cheio logo no primeiro minicurso ministrado.

Uma boa dica, aqui, é criar um título chamativo que cause impacto rápido. Como seu trabalho ainda não possui comentários de avaliação, uma abordagem mais ousada se encaixa perfeitamente.

Pronto! Agora você já sabe como elaborar um minicurso acadêmico de sucesso. O mais importante é oferecer certificados de participação e colher o feedback dos participantes. Esses detalhes são um reforço na construção de uma imagem repleta de credibilidade. Sem contar que, a partir do questionário de opinião, fica mais fácil aproveitar os dados de maneira positiva na construção dos próximos trabalhos.

Gostou das informações deste artigo? Então assine nossa Newsletter e receba outros conteúdos exclusivos.

Receba os melhores conteúdos

Assinando a nossa newsletter você tem acesso a materiais e dicas exclusivas sobre vida acadêmica e organização de eventos. Não perca!



DoityTeam

DoityTeam

Somos produtores de conteúdo apaixonados por eventos, vida acadêmica, marketing, vendas, tecnologia e por compartilhar experiências e conhecimento

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos