Vida Acadêmica

Centro acadêmico: funcionamento e principais atividades

Escrito por: Estéfane Padilha

A vida na universidade começa a tomar mais forma quando o calouro passa da fase inicial e se envolve não mais apenas com os estudos, mas também com o desenvolvimento do curso e da instituição de ensino, de modo geral. Há várias formas de participar mais efetivamente dessa evolução, e talvez você tenha que se familiarizar com o que se pode ser feito quando se participa de um Centro Acadêmico.

Os alunos têm tantas responsabilidades quanto direitos em uma faculdade. É preciso construir em conjunto com professores, coordenadores, reitores e diretores o dia a dia dos centros universitários e não deixar que apenas os profissionais apontem e tentem resolver os problemas que aparecem em sala de aula ou mesmo em escalas maiores.

E como fazer parte do funcionamento da universidade?

Para isso serve o centro acadêmico. Ele é formado para representar os interesses de todos os estudantes de um curso, seja na melhoria da relação com professores, seja na fiscalização de questões relacionadas à administração curricular ou estrutural do curso e da faculdade, e até mesmo na hora da realização de festas (todos merecem um pouco de diversão para sair da rotina, concorda?).

Os CA, como são conhecidos, podem ser controlados por todos que estejam matriculados, do primeiro semestre até a entrega do diploma e não há a intenção de fins lucrativos. Qualquer arrecadação de renda será destinada para a aquisição de bens e tudo deverá ser registrado e deixado como legado para os futuros estudantes. Por isso é preciso a criação de um estatuto, para determinar regras e condutas.

Promovendo eventos

Um dos pontos altos da atuação dos centros acadêmicos é a organização de eventos. Você já deve ter visto colegas comentando sobre algum “Encontro das Engenharias” ou na “Semana de Comunicação Social”, por exemplo.

Muitas vezes são os CA que assumem a responsabilidade de planejar ações para alguns dias na faculdade com mesas redondas com professores, palestras com profissionais do mercado de trabalho e oficinas com os alunos para pôr em prática o que se estuda teoricamente em sala de aula.

O resultado costuma trazer benefícios e boas experiências como a interação com estudantes de outros períodos e cursos, a oportunidade de debater temas atuais relevantes para o futuro profissional e o desenvolvimento de pensamentos mais críticos a partir de uma troca de ideias.  

Para aqueles com espírito de liderança, essa é a chance de aprimorar habilidades que serão úteis na hora de atuar profissionalmente. Além disso, é um modo de ganhar carga horária flexível na faculdade. E para os que buscam o primeiro estágio, ter um certificado como organizador de um evento na universidade é um bônus que demonstra responsabilidade e proatividade.

A ponte entre alunos e profissionais

Assim como em qualquer instituição composta por um grupo de pessoas, o centro acadêmico atua em prol das demandas e causas dos alunos. O ambiente universitário deve ser o mais democrático possível e o CA deve se esforçar para garantir isso ao corpo discente.

O debate em sala de aula deve ser sempre aberto e o centro acadêmico viabiliza que as propostas e ideias se expandam e o diálogo alcance as  administrações do cursos e da faculdade como um todo.

Algumas ações são restritas apenas a pequenas mudanças, mas o CA pode (e deve) fazer parte também de iniciativas para promover grandes renovações, como uma nova grade curricular, por exemplo.

A estrutura correta de um centro acadêmico

Algumas regras são mais flexíveis, como, por exemplo, a determinação do número de integrantes. Isso depende da demanda  e da estrutura de cada curso e universidade. E claro, da vontade dos colegas de fazer parte efetiva de uma entidade estudantil.

Mas há um modelo que pode ser seguido por todos para uma melhor organização. Antes do centro acadêmico, cada classe deve possuir representantes de turma e   que eles façam um contato inicial com os superiores e os fiscalizem. Eles são porta-vozes entre o CA e os alunos.

Dividindo as tarefas

Na estrutura do Centro Acadêmico, é preciso sempre ter uma diretoria, com presidente, tesoureiro e secretário, cargos típicos para organizar os eventos, as finanças ou as reuniões. Cada um pode ajudar em tudo, mas quando já há posições preestabelecidas, o trabalho flui melhor, se torna mais eficiente e até mais fácil – pois lembre-se: você terá outras obrigações, então é melhor facilitar esse compromisso.

Para que todas as camadas de estudantes estejam em contato, elas devem se reunir. Às vezes há discussões abertas, onde todos podem opinar e sugerir pautas, às vezes há assembleias gerais, convocadas para julgar assuntos importantes, como a troca de membros da diretoria ou agendamento de votações, por exemplo.

Qual a diferença entre Diretório Acadêmico, Centro e Grêmio?

Muitos começam a lutar pelos direitos dos alunos logo na escola. Assim, formam-se os grêmios estudantis. Na fase do ensino superior, o modelo é o do centro acadêmico. Mas não se engane: a participação do corpo discente tem outras camadas.

É aí que entra o diretório acadêmico, que age da mesma maneira, mas em favor de cursos diversos de uma área em comum, como Engenharias e arquitetura. E há ainda o Diretório Central dos Estudantes, conhecido como DCE, que vai representar todo e qualquer aluno de uma universidade.

Agora que você sabe um pouco mais sobre como os CA funcionam, ficou com vontade de participar mais ativamente da vida do seu curso e da sua faculdade? Então vamos lá! Mas se você não está satisfeito com os representantes de onde você estuda você pode iniciar um Centro Acadêmico! Nós te ajudamos!

Primeiro você precisa se reunir com os colegas que querem fazer parte do projeto. Assim, sua comissão será formada e terá uma proposta de estatuto para ser apresentada durante uma assembleia geral com os demais estudantes.

Na assembleia, será possível definir nome e também os indicados aos cargos da diretoria. Com alguns candidatos aos postos, será agendada também uma votação. É importante que todos que marcaram presença assinem um documento – nada muito formal, mas esse é o registro da fundação do CA.

Trabalhando em conjunto

Se  a gestão do atual centro acadêmico for candidata à reeleição, ela precisa, junto dos candidatos às novas chapas,apresentar as propostas, organizar um debate e também divulgar o dia de votação para que o máximo de estudantes participe.

Lembre-se: todos querem o melhor para a vida em conjunto na universidade e defendem um ambiente que seja o mais democrático possível!

Após a votação, a chapa vencedora deve ser registrada em cartório. Nesta etapa, será preciso levar o documento assinado no dia da assembleia geral, quando o Centro acadêmico foi criado.

E então, o que achou das nossas dicas? Agora você já sabe como pode contribuir para tornar seu curso, sua instituição de ensino ainda melhores, mãos à obra!                  

Ah! E se você também quer melhorar o currículo com trabalho acadêmicos, confira aqui nosso manual de como escrever artigos científicos!

Estéfane Padilha

Estéfane Padilha

Jornalista e colaboradora do Doity Team. Mora em Colônia, na Alemanha, onde estuda, trabalha e é voluntária no FC Köln, clube de futebol da cidade

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos