Vida Acadêmica

Saiba a importância das atividades extracurriculares na seleção de mestrado

Escrito por: DoityTeam

As atividades extracurriculares são essenciais para a formação do aluno de graduação e pós-graduação. Elas oferecem experiência, melhoram a capacidade de atuar em diversos cenários da prática e no desenvolvimento das habilidades interpessoais.

Especificamente para ingressar no mestrado, curso strictu sensu de grande visibilidade, as atividades realizadas além da grade escolar preconizada são de grande valia no processo seletivo, pois, além das provas de conhecimentos específicos exigidos para a entrada no mestrado, é indispensável a entrega do currículo, bem como a comprovação de todas as atividades acadêmicas executadas.

Nesse contexto, o acúmulo de atividades extracurriculares é um diferencial para obter a melhor classificação. Quer saber por quê? Então continue a leitura.

Afinal, como funciona o processo seletivo para o mestrado?

O mestrado é visto como um nível inicial de uma carreira acadêmica, que possui mais embasamento em relação ao trabalho final de graduação, porém menor complexidade se comparado ao doutorado.

Os programas de pós-graduação definem o método de ingresso do aluno, que podem variar em: análise e comprovação curricular, provas de conhecimentos específicos, elaboração de projeto de pesquisa, proficiência em língua estrangeira ou uma combinação desses.

Para cada um desses elementos, existe uma pontuação máxima, relacionada conforme o tempo dedicado a eles e a classificação perante os conselhos educacionais, sendo que alguns requisitos são obrigatórios, como é o caso da proficiência em inglês.

Sendo assim, o estudante deve pesquisar antecipadamente sobre o edital de processo seletivo, conversar com o professor-orientador para conhecer as linhas de pesquisas e se preparar para essa empreitada.

Quais são as atividades extracurriculares analisadas no mestrado?

Conforme as orientações descritas no edital, serão avaliadas as atividades acadêmicas de destaque, treinamentos realizados durante a graduação, participação em cursos e eventos, além do histórico escolar e alguma experiência em instituições estrangeiras.

Ademais, em alguns editais de mestrado, o tipo e a duração das atividades são contabilizados e existe um limite máximo. Isso significa que a diversidade das tarefas executadas é mais interessante do que se dedicar exclusivamente apenas a uma delas.

Portanto, as atividades extracurriculares mais avaliadas nos editais de mestrado são: participação em cursos e eventos, publicação em anais de congresso, publicação de artigo, tempo de iniciação científica, práticas de voluntariado (conforme o curso), treinamento em software ou programas de estatística etc.

Participação em cursos e eventos

A participação do estudante em cursos e eventos é um dos pontos avaliados em edital, principalmente quando existe a colaboração desses indivíduos na comissão organizadora ou na elaboração de resumos. Dessa forma, além da participação passiva, é interessante que o aluno se envolva nas atividades de organização, monitoramento e avaliação dos congressos a fim de construir uma análise crítica desses eventos. Definitivamente organizar eventos pode alavancar a sua avaliação do mestrado, por isso, inclua essa atividade na sua jornada acadêmica.

Ah, a constante atualização de conhecimentos é um dos fatores que denotam interesse constante pela pesquisa e envolvimento nos afazeres de um evento científico de qualidade. Ressalta-se que a inserção dessas informações no currículo acadêmico deve ser por ordem cronológica de participação, cabendo ao estudante dar preferência à inserção de congressos internacionais e dos mais importantes para a área do mestrado.

Estágios extracurriculares

Os estágios extracurriculares são aqueles realizados fora de grade acadêmica. Atualmente, algumas escolas exigem um limite de horas que o aluno deve comprovar em estágios não curriculares enquanto outras permitem qualquer modalidade de aperfeiçoamento profissional.

O fato é que muitos alunos aproveitam uma oportunidade interessante ofertada em murais de escola ou outros meios de divulgação acadêmica e permanecem durante toda a graduação nesses estágios. Enquanto outros realizam atividades por um curto período de tempo, mas assimilam conhecimentos em diversos campos de atuação profissional, sendo visto também como uma ótima oportunidade.

Para o primeiro caso, recomenda-se que o aluno descreva detalhadamente as atividades desenvolvidas durante o estágio prolongado, denotando mudanças significativas da perspectiva profissional ao longo dos tempos. Para os alunos que realizam diversas atividades acadêmicas extracurriculares, devem-se ressaltar os saberes adquiridos, mesmo que tenha vivenciado a atividade profissional por um período curto.

Iniciação científica

O graduando que ingressou na iniciação científica durante seu curso terá um destaque maior em relação às demais concorrentes, visto que essa atividade é a porta de entrada para habilidades em pesquisa, algo que será aprimorado no mestrado.

Por isso, aqueles alunos que realizam estudos científicos teóricos e práticos são destaques na seleção do mestrado, independentemente se optar por uma área diferente da pesquisa já consolidada. Nesse caso, o tempo dedicado à pesquisa ainda na graduação demonstra interesse e experiência nos trâmites relacionados à pesquisa e pode ser um diferencial nos pontos angariados para o currículo.

Trabalho voluntário

Atualmente, o trabalho voluntário pode ser considerado uma atividade extracurricular, pois está ligada ao desenvolvimento das habilidades interpessoais, tais como tolerância, paciência, altruísmo, além de ser um ótimo local para estudo.

Portanto, independentemente dos motivos do trabalho voluntário, é interessante inseri-lo no currículo acadêmico, demonstrando o tipo de atividade desenvolvida, o número de horas semanais dedicadas a essa finalidade, dentre outras características.

Quais são os benefícios das atividades extracurriculares?

As atividades não obrigatórias na grade acadêmica devem ser realizadas como possibilidade de crescimento pessoal e profissional. Isso porque um aluno que se dedica também a esses projetos amplia seus horizontes ao final da graduação.

Além disso, a vivência em diversos cenários de prática e a capacitação em atividades não relacionadas ao curso de graduação podem direcionar o futuro profissional do estudante mediante as opções disponíveis de emprego.

Assim como essa experiência propicia aumento da rede de contatos profissionais, possibilitando o desenvolvimento de projetos inovadores e rentáveis, condições almejadas pelos futuros mestrandos. Outro ponto interessante é a dedicação do graduando a essas oportunidades, as quais podem facilitar um destaque acadêmico perante a faculdade, o que aumenta a visibilidade para possíveis empregadores.

A participação do aluno nas atividades extracurriculares é um ponto fundamental para aperfeiçoamento profissional, otimização das redes de contatos e possibilidade de maior vivencia profissional. O resultado dessa situação é um currículo acadêmico interessante que será um diferencial nos processos seletivos para mestrado.

E você, está se preparando para o mestrado? Quer saber mais notícias sobre o universo acadêmico? Então confira esse post e descubra o que você precisar saber sobre o mestrado sanduíche!

DoityTeam

DoityTeam

Somos produtores de conteúdo apaixonados por eventos, vida acadêmica, marketing, vendas, tecnologia e por compartilhar experiências e conhecimento

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

Newsletter

Entre para a nossa lista exclusiva e aprenda com os melhores conteúdos